Mesmo com destaque no desenvolvimento, estado ainda é carente de serviços públicos

July 5, 2018

A capital mato-grossense, Lucas do Rio Verde e Diamantino são os municípios mais bem desenvolvidos do estado, de acordo com dados do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) 2018. O balanço foi divulgado no último dia 28, pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro.  

O IFMD é um estudo que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas como: emprego & renda, educação e saúde. Criado em 2008, ele é feito com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

Para o ex-presidente da Federação dos Servidores Públicos Municipais de Mato Grosso (FESSPMEMT) e pré-candidato a deputado federal pelo Partido Verde, Nedilson Maciel, é de se esperar que o estado avance de forma social e econômica devido sua grande atividade econômica baseada no agronegócio que é pujante em todo o estado. E esse progresso tem um grande significado, para toda a população que espera que todo este crescimento econômico, seja transformado em qualidade de vida, para todos.

“Isso demonstra que apesar da crise que o estado enfrentou nos últimos anos ainda estamos crescendo de forma significativa. Acredito que para avançar ainda mais seja preciso verticalizar a produção, industrializando a nossa matéria prima, transformando a produção em geração de emprego e renda. Sabemos das reais dificuldades e a falta de valorização em diversos setores da economia e bem como na prestação de serviços públicos de qualidade”.

Outros municípios também se destacaram na pesquisa, entre eles Sorriso, Campo Novo do Parecis, Sinop, Campo Verde, Rondonópolis, Primavera do Leste e outras. Porém de um total de 141 (cento e quarenta e um) municípios, somente 9 (nove) tiveram a classificação de 'alto desenvolvimento' com nota superior a 0,8 e outros 15 (quinze) municípios foram classificados como de 'desenvolvimento regular'.

Segundo análise da Firjan, a crise econômica que o país enfrentou nos últimos anos fez com que o nível socioeconômico das cidades brasileiras retrocedesse três anos. De acordo com o estudo, na comparação com 2015, as áreas de educação e saúde tiveram o menor avanço da última década e não compensaram as perdas do mercado de trabalho.

“Ainda temos muito para se comemorar e cobrar de nossos representantes que estão no poder. A expectativa é que esse cenário venha mudar ainda esse ano e a economia possa crescer com mais consistência. E, estamos em um momento propicio, eis que; em se tratando de um ano eleitoral, a população poderá fazer suas análises e promover os avanços necessários para consolidação estrutural já em 2019, por meio do voto consciente, disse o pré- candidato.

Durante a pré-campanha, Nedilson explica que seu projeto será voltado para atender toda a população mato-grossense, fazendo com que os recursos recolhidos em impostos cheguem de fato até a saúde, educação e segurança de toda a população e que os serviços públicos sejam oferecidos com maior qualidade.

"Nossa proposta será trabalhar em torno de toda a sociedade. Baseando-se no apoio social e um setor público de qualidade. Para isso temos que melhorar esta distribuição de recursos que ao meu ver é injusta para os municípios e estados em relação a União. Sou municipalista e defendo uma nova repactuação federativa, um pacto que seja mais justo nas três esferas priorizando mais recursos aos estados e municípios onde se encontra os serviços públicos essenciais para a qualidade de vida da nossa população. Para se ter uma ideia, mais de 60% da receita tributária em todo o país, fica na União e os municípios são os maiores prejudicados, pois para terem acesso aos recursos públicos dependem dos interesses políticos que se “afunilam” por meio da chamada emenda parlamentar. Temos que reciclar este formato arcaico de distribuição de recursos públicos, dando efetividade a uma política pública destinada a se garantir o “equilíbrio” do desenvolvimento e bem-estar dos nossos cidadãos, preceito este; que é um dos objetivos da nossa Constituição Federal. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

JOGO DRAMÁTICO: Brasil bate o México e é tetra do sub-17

November 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo