Em visita ao novo Pronto Socorro Emanuel diz que obra atrasa; Taques quer “o mais rápido possível”

January 29, 2018

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou que a entrega do novo Pronto-Socorro da Capital pode não acontecer mais no dia 8 de abril deste ano.

 

Segundo ele, por conta do processo licitatório dos equipamentos, a entrega da obra pode ser adiada para o final do primeiro semestre.

 

“Estou avaliando que, em virtude do processo licitatório, não tenho como prever se vai haver disputa, impugnações; já não posso assegurar a entrega em 8 de abril, que era o meu grande desejo. Mas estamos trabalhando para entregar até 1º de junho, ainda no primeiro semestre”, disse.

 

Emanuel e o governador Pedro Taques (PSDB) vistoriaram a obra, na manhã desta segunda-feira (29).

 

Segundo o prefeito, o processo licitatório terá início ainda hoje.

 

Alair Ribeiro/MidiaNews

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, durante vistoria ao novo Pronto-Socorro da Capital

“Hoje, será publicada a licitação de R$ 18 milhões em equipamentos. Daqui duas semanas, publicam-se mais R$ 15 milhões de instrumentais. Por fim, mais algumas semanas depois, serão os mobiliários e utensílios, fechando os R$ 48 milhões em licitação”, explicou.

 

O mais rápido

 

Já o governador Pedro Taques disse que a obra será entregue “o mais rápido possível”.

 

“Viemo,s mais uma vez, ver essa obra. Sabemos que Cuiabá e Várzea Grande atendem pessoas do interior. Quase 45% do atendimento são d

 

e pessoas do interior. Esta é uma obra que se iniciou lá para trás e estamos dando continuidade. Estamos buscando inaugurar o mais rápido possível”, disse.

 

O tucano garantiu o dinheiro para a compra dos equipamentos, mesmo sem a vinda da emenda parlamentar de R$ 80 milhões.

 

“Dissemos à bancada que estamos precisando de dinheiro agora para o custeio. Mas, infelizmente, o dinheiro ainda não veio. Estamos contando com o ovo dentro da galinha. Independentemente de o dinheiro vir ou não, temos um compromisso com a população de Mato Grosso”, afirmou.

 

“O Município já está começando o processo licitatório para que possamos comprar os equipamentos. Na hora em que o dinheiro vier, vamos quitar as dívidas do custeio da Saúde. Inclusive, com Cuiabá, porque precisa da ajuda do Estado”, completou.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

JOGO DRAMÁTICO: Brasil bate o México e é tetra do sub-17

November 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo