• Sérgio Luiz Potrich

Após 15 anos de espera, agentes penitenciários comemoram entrega de uniformes


Há 15 anos Adriana Silva Quinteiro atua no Sistema Penitenciário de Mato Grosso. Ao fazer uma retrospectiva ela lembra que antes as condições de trabalho eram precárias, não possuía equipamentos e nem estrutura, mas hoje, como diretora da unidade prisional feminina de Nortelândia, a agente diz viver uma evolução. Após mais de uma década de espera, ela e seus colegas de trabalho receberam kits de conjuntos de uniformes (calças e gandolas), bonés, cintos, camisetas, entre outros materiais.

Muito mais que tecido, Adriana entende que os uniformes representam a valorização dos esforços que os agentes empreendem todos os dias nos corredores de uma unidade prisional. “Não tínhamos uma identificação própria e nem algemas. Isso era frustrante, é como se o nosso trabalho não fosse reconhecido, mas agora estamos vivendo uma evolução e isso é gratificante”.

Para Winkler de Freitas, diretor do Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), esse é um marco na história do sistema penitenciário, pois os uniformes eram um anseio de todos os servidores. Há sete anos atuando no sistema, ele acredita que essa aquisição é mais uma motivação para exercer suas atividades com qualidade e confiante de que o Estado se importa com sua segurança.

Imposição de respeito e segurança. É isso que significa o novo uniforme para a diretora da unidade prisional feminina de Tangará da Serra, Josmara Ribeiro. “Sou agente há sete anos e nunca tinha visto um investimento nessa proporção. Como agente fico feliz, é um ganho para todo mundo, e como gestora a felicidade é em dobro porque é muito importante uma unidade padronizada”.

Domingos Sávio Grosso, diretor da unidade prisional de Santo Antônio do Leverger, entrou para o sistema, em 2002, e recorda que naquela época a estrutura era tão insipiente que alguns diretores transportavam presos para audiência em carro próprio.

Ele conta que certa vez, em Sorriso, levaram alguns presos para uma audiência no fórum da cidade e quando terminou somente os presos voltaram enquanto os diretores ficaram amarrados em uma árvore. “Com o tempo fomos evoluindo, o cenário é outro e tudo isso se deve a atuação de agentes aguerridos, autênticos e profissionais defensores da causa”, finaliza.

Os mais de 2.400 agentes penitenciários do Estado receberam nesta quarta-feira (04.07), em uma solenidade realizada no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, 4.340 conjuntos de uniformes. A aquisição foi realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh). O investimento na ordem de R$ 690 mil feito com recursos próprios da Sejudh representa um anseio antigo da categoria, que agora terá padronização na vestimenta operacional.

Outros investimentos

Além dos uniformes, foram entregues durante o evento armamentos, equipamentos de informática e para estruturação de oficinas de costura e padaria de algumas unidades prisionais de Mato Grosso. O total dos investimentos desta etapa ultrapassam R$ 8 milhões.


20 visualizações
Quem Somos | Redação | Contato
  • Zero Hora Notícias

© 2017 por CaradaWeb.com | Todos direitos reservados.