• Redação

Prefeito decreta situação de emergência em Santo Antônio de Leverger


O município de Santo Antônio do Leverger (34 km ao sul de Cuiabá) decretou nesta terça-feira (3) situação de emergência por causa das constantes chuvas que elevaram o nível do Rio Cuiabá a 9 metros de altura na região. Pelo menos mil pessoas estão isoladas e escolas que atendem a comunidade ribeirinha suspenderam as aulas durante esse período.

A Prefeitura Municipal e a Defesa Civil realizam trabalhos de monitoramento e prevenção para atender os moradores isolados que moram nas comunidades da Barra do Aricá, Valo Verde, Praia do Poço, Barranco Alto, São José e Santa Luzia.

Entre os recursos levados às famílias estão: água potável, alimentos, medicamentos e combustível para os barcos, único meio de transporte que dá acesso às comunidades durante esse período de cheia, que faz a água do rio Cuiabá chegar às portas de suas casas.

O rio começou a transbordar desde o fim de semana de Páscoa, conforme o prefeito Valdir Pereira de Castro Filho, o Valdirzinho (PSD). “As chuvas estão enchendo o rio desde sábado e domingo, quando chegou ao nível de 8,65 metros. A partir de então ficamos em alerta e agora decretamos emergência para dar suporte necessário”, afirmou o prefeito.

Experiente com as enchentes que ocorrem todo o ano, os ribeirinhos enfrentam a situação com tranquilidade, de acordo com Valdirzinho. “Eles não aceitam sair de suas casas, então tentamos ajuda-lo levando os suprimentos básicos. Temos cuidado maior com as pessoas que usam remédios controlados, ficam expostas a doenças e também com aqueles que possam precisar de ajuda do vizinho, então os abastecemos com gasolina para os barcos”, explica.

Duas escolas tiveram as aulas suspensas na comunidade por conta da cheia. Normalmente os alunos vão para a escola de barco. No entanto, como há troncos de árvores e outros objetos que rodam pelo rio existe um certo risco no translado de barco durante o período de cheia. “Optamos por preservar a vida e integridade física delas que fazem atividades extras em casa”, pontua o gestor.

Defesa Civil monitora 15 cidades

De acordo com a Defesa Civil, 15 municípios são monitorados pela secretaria-adjunta de Defesa Civil da Casa Civil do Estado. Desse total, 12 municípios já tiveram o status de situação de emergência reconhecida pela Secretaria Nacional de Defesa Civil.


52 visualizações
Quem Somos | Redação | Contato
  • Zero Hora Notícias

© 2017 por CaradaWeb.com | Todos direitos reservados.